I Encontro de Mulheres Ciganas, Lisboa, 26-27 Novembro de 2013

Dias 26 e 27 de Novembro teve lugar na Fundação Calouste Gulbenkian o I Encontro de Mulheres Ciganas “Que presente, Que futuro”, organizado pela Letras Nómadas – Associação de Investigação e Dinamização das Comunidades Ciganas, em conjunto com o ACIDI, o Conselho da Europa e em parceria com a Plataforma Portuguesa para os Direitos das Mulheres. Apesar dos avanços na integração das comunidades ciganas, a dominância masculina faz-se sentir, colocando inúmeros desafios ao desenvolvimento pessoal e profissional das mulheres ciganas. O encontro teve assim como objectivo refletir sobre a situação presente destas comunidades, bem como reunir contributos para um futuro marcado pela emancipação da mulher cigana.

Em representação das mulheres cigana estiveram, Nicoleta Bito e Zola Kondur da PHENJALIPE – Plataforma Europeia das Mulheres Ciganas, Carolina Heredia (ativista e investigadora espanhola), Tânia Sanches (dinamizadora e escritora do livro “Sou Cigana”), Tânia Sousa (Mediadora Municipal de Abrantes), Sandra Simão (TEIP Santo António da Charneca, Barreiro), Vanessa Matos (dinamizadora do Projeto Escolhas “Geração Tecla de Braga”).

Durante os dois dias do encontro a Educação teve lugar de destaque, enquanto ferramenta essencial para a transformação social, preservando ainda assim a identidade cigana. Como conjugar então estes dois pilares? Segundo Mina Montenegro, dinamizadora do grupo de trabalho “Que herança nos deixaram as mulheres de ontem?”, “Esse caminho está a ser feito paulatinamente, devagar, sem afrontar demasiado os poderes tradicionais, mas vai sendo feito, dentro das quatro paredes”. Este é um caminho ainda longo, mas cada vez mais, as mulheres ciganas vão ganhando competências para trilhá-lo, com a certeza de que é possível mudar, pois a cigana “vê o futuro na palma da mão/E nele, vê que é possível/Trabalho, Estudos, Inserção” (poema de Olga Mariano).

A PpDM congratula Olga Mariano (Presidente da Letras Nómadas) e Bruno Gonçalves (Vice Presidente) pela sua dedicação à causa e excelente organização de um encontro bastante frutífero.

O evento na imprensa.

2 comentários em “I Encontro de Mulheres Ciganas, Lisboa, 26-27 Novembro de 2013”

  1. Gostaria de saber mais sobre esse encontro de mulheres ciganas, moro no rio grande do norte, coordenamos uma comunidade cigana e gostaríamos de saber como podemos desenvolver ainda mais nossa comunidade, investindo no potencial feminino.

    Responder

Responder a marcela shcuck Cancelar resposta