Conselho Internacional das Mulheres

O Conselho Internacional das Mulheres (ICW-CIF)

É o primeiro movimento verdadeiramente global de ONGDM fundado em 1988 para fazer avançar a situação das mulheres em todo o mundo. Nos últimos 132 anos, o Conselho Internacional das Mulheres manteve-se um pioneiro ativo na promoção internacional dos direitos das mulheres. O Conselho Internacional das Mulheres esteve presente aquando da criação das Nações Unidas para assegurar que a Carta das Nações Unidas incluía os direitos das mulheres e que a Comissão sobre o Estatuto das Mulheres seria criada. Esteve presente aquando da proclamação do Ano Internacional das Mulheres em 1975. Tem estado presente através da Década das Nações Unidas para as Mulheres e das quatro conferências mundiais incluindo a Conferência de Pequim em 1995 e a de Pequim+25. Vai continuar a estar presente, a representar a voz das mulheres e a promover e proteger a nível internacional dos Direitos Humanos das Mulheres para fazer do mundo um local mais seguro e adequado para as mulheres

Uniting National Councils of Women Worldwide in Global Action for:

International peace and justice

Capacity building for women as decision makers

Women’s human rights and rights for all people

Missão

Unir os Conselhos Nacionais de ONGDM de todo o mundo na melhoria do estatuto das mulheres e do bem-estar da sociedade.

O Conselho Internacional das Mulheres promove:

  • Direitos humanos iguais para todas as pessoas
  • A eliminação de todas as formas de discriminação
  • Paz e entendimento através da cooperação internacional, da negociação e da reconciliação
  • Integração transversal das mulheres enquanto decisoras nos vários setores da sociedade incluindo nos esforços da construção da paz
  • Desenvolvimento Sustentável
  • Comunicação e trabalho em rede a nível mundial

O Conselho Internacional das Mulheres atua através:

  • Seminários e workshops de desenvolvimento de competências
  • Desenvolvimento dos seus Conselhos Regionais: ECICW (Centro Europeu do Conselho Internacional das Mulheres), APRC (Conselho Regional da Ásia Pacífico), RCA (Conselho Regional das Américas) e ARCW (Conselho Regional das Mulheres Africanas)
  • Vozes das suas representantes permanentes nas reuniões das Agências da ONU em Nova Iorque, Vienna, Genebra, Roma, Paris e Bangkok
  • Advocacia na Comissão sobre o Estatuto das Mulheres da ONU
  • Formação sobre reporte no âmbito da CEDAW (Convenção sobre a Eliminação de todas as formas de Discriminação Contra as Mulheres)