A prostituição, enquanto sistema de exploração sexual de pessoas, incluindo crianças e jovens, é uma realidade de violência extrema e de violações graves de direitos humanos.

Não é uma questão moral, é uma questão de Direitos Humanos!

Pagar por sexo é inaceitável! Pagar por sexo é impor sexo!

O Ser Humano não é para venda!

Eu declaro que não apoio o sistema de prostituição e exijo aos decisores políticos, a nível local, nacional e europeu, que tomem medidas para erradicar os factores que a influenciam de forma a se alcançar uma Europa livre de prostituição!

Junte-se à Campanha! Assine a petição aqui.