Workshop Trabalho Doméstico na crise: Perguntas, respostas e soluções, 28 de Abril, 15h00, Centro Maria Alzira Lemos - Casa das Associações

Trabalho Doméstico na crise: Perguntas, respostas e soluções


Invisível, desvalorizado, mal pago, não remunerado, isolado, ocupado na maior parte por mulheres imigrantes e/ou domésticas, desigual, escravatura moderna…versus realização, dignidade, crescimento, desenvolvimento e igualdade.

A Associação ComuniDária, a Associação de Mulheres Cabo-Verdianas na Diáspora em Portugal, a Mén Non – Associação de Mulheres de São Tomé e Príncipe e a Plataforma Portuguesa para os Direitos das Mulheres dinamizam este encontro para lançarmo-nos junt@s nas atividades pela mudança na área do trabalho doméstico em Portugal.

Convidamos tod@s @s interessad@s a refletirmos em conjunto sobre o serviço doméstico em Portugal: um sector invisível, “feminilizado”, de baixo reconhecimento social, caracterizado por muita informalidade que leva consequentemente a demasiadas situações de exploração laboral e até casos de escravatura moderna. Segundo um estudo da OIT (Organização Internacional do Trabalho) Portugal sobre tráfico é, a par da prostituição, um dos sectores onde existe mais casos de abusos e trabalho forçado.

Juntamo-nos em acção pelos Direitos Humanos, pela Igualdade de Género, pelo trabalho digno, contra as discriminações múltiplas, contra a exploração, o assédio e os abusos!

Domingo, 28 de Abril, às 15h00, no Centro Maria Alzira Lemos – Casa das Associações.
Informações e inscrições: plataforma@plataformamulheres.org.pt / comunidaria.org@gmail.com
Para aderir ao evento no facebook, clique aqui.

De autocarro:
724: Alcântara – Cç. Tapada – Pontinha (Paragem: Parque Infantil)
711: Terreiro do Paço – Alta Damaia (Paragem: Cruz Oliveiras)
723: Desterro -Algés (Paragem: Alto dos Moínhos ou Cruz Oliveiras)

De carro:
Parque Infantil do Alvito, Estrada do Alvito, Monsanto: Pode consultar o mapa aqui.