Sobre nós

A Plataforma Portuguesa para os Direitos das Mulheres é uma associação de carácter social, cultural e humanista, sem fins lucrativos e independente sob o ponto de vista partidário, administrativo e confessional, que tem como membros ONGDMs. Foi criada no dia 12 de Novembro de 2004 com o objectivo de construir sinergias para a reflexão e acção colectiva, tendo em vista a promoção da igualdade de oportunidades entre as mulheres e os homens e a defesa dos direitos das mulheres, com recurso aos mais variados meios, entre os quais pesquisa, lobbying, divulgação, comunicação, sensibilização e formação.

A Plataforma pretende contribuir para a capacitação, articulação e mobilização das ONGDMs portuguesas e para o reforço da cooperação destas com ONGs Europeias e Internacionais que trabalham nesta área, de forma a potenciar a sua actuação na sociedade enquanto actores do processo de implementação da igualdade de género. Como tal, a Plataforma Portuguesa para os Direitos das Mulheres representa Portugal no Lobby Europeu de Mulheres e na Associação das Mulheres da Europa Meridional. A Plataforma pretende também contribuir para a mudança de mentalidades e efectivação do mainstreaming de género nas mais diversas áreas, nomeadamente junto dos média, enquanto multiplicadores privilegiados.

As Associações que promoveram a constituição da Plataforma foram as seguintes: Aliança para a Democracia Paritária, Associação de Mulheres Contra a Violência, Associação para a Promoção das Mulheres e das Crianças Ciganas Portuguesas, Graal, Intervenção Feminina, Mulheres Século XXI, Rede Portuguesa de Jovens para a Igualdade de Oportunidades entre Mulheres e Homens e Associação para o Desenvolvimento e Formação Profissional de Miranda do Corvo. Clique aqui para mais informações sobre as associações.

 

Porquê uma plataforma de ONGDM?

  •  Porque é necessária a construção de sinergias para a reflexão e promoção da igualdade entre mulheres e homens, a realização do mainstreaming das questões de género e a defesa dos direitos das mulheres;
  •  Porque é necessário criar um espaço comum às entidades que promovem iniciativas tendo em vista a promoção da igualdade de género, unir esforços na persecução de objectivos partilhados;
  • Porque é necessária uma estrutura de apoio nacional que represente as ONGDMs portuguesas em arenas internacionais.

Plano de atividades de 2017 | Activities Plan 2017 – Summary in English
Relatório de atividades de 2016
Plano de Actividades de 2016
Relatório de Actividades de 2015
Plano de Actividades de 2015
Relatório de Actvidades de 2014
Relatório de Actividades de 2013
Plano de Actividades de 2013
Relatório de Actividades de 2012
Plano de Actividades de 2012
Plano de Actividades de 2011
Relatório de Actividades de 2010
Relatório de Actividades de 2009
Plano de Actividades e Orçamento de 2009
Relatório de Actividades de 2008 | 2008 Activities Report
Plano de Actividades de 2008
Relatório de Actividades de 2007
Plano de Actividades de 2007
Relatório de Actividades de 2006

 

Folheto de apresentação da PpDM (março 2017); PpDM leaflet (March 2017)
Estatutos – alteração de 2016 | Estatutos – versão de janeiro de 2005 | Regulamento Interno