O Dia Municipal Para a Igualdade, foi assinalado na Covilhã a 24 de Outubro, com a realização de uma sessão plenária do Conselho Local de Acção Social. Esta iniciativa conjunta da Rede Social e da CooLabora (membro associado da PpDM) decorreu no auditório da Assembleia Municipal e centrou-se numa das vertentes mais cruciais desta problemática: a violência de género.
Paulo Rosa, vereador da CMC, destacou a importância do empenhamento dos municípios na promoção de territórios com maior igualdade de oportunidades para homens e mulheres.
A iniciativa contou com a presença de Margarida Medina Martins, Presidente da Plataforma Portuguesa Para os Direitos das Mulheres, que fez uma intervenção muito clarificadora sobre o enquadramento das questões de género na problemática dos direitos humanos e sobre o posicionamento de instâncias internacionais, como as Nações Unidas e a União Europeia, e as respectivas implicações no contexto nacional.
Graça Rojão, Presidente da CooLabora, apresentou os resultados alcançados pelo projecto Violência Zero, uma iniciativa que envolve uma larga rede de parceiros, no combate à violência doméstica no concelho da Covilhã e que, entre outras iniciativas, disponibiliza um Gabinete de Apoio a Vítimas de Violência Doméstica, Grupos de Ajuda Mútua para Vítimas, acções de sensibilização da comunidade, especialmente para escolas e um forte trabalho em rede das entidades que actuam neste domínio, desde as forças de segurança, aos serviços de saúde, entre muitos outros.
Houve ainda tempo para que as organizações presentes reflectissem em pequenos grupos de trabalho sobre o papel que poderão desempenhar na prevenção e combate à violência de género.
Margarida Medina Martins, que encerrou os trabalhos, deixou vários alertas, nomeadamente sobre a necessidade de formação de públicos estratégicos, de definição de procedimentos claros para as instituições intervenientes no combate à violência e sobre a importância da prevenção.