P1050302

A PpDM esteve presente representada pela Sílvia Vermelho, a convite da AMI, num debate sobre o Dia Internacional das Mulheres que decorreu em Lisboa no dia 18 de março, no Edifício Lápis no Bairro do Armador. O debate contou também com a participação de Maria Viegas (UMAR) e com a moderação de Marta Gautier, psicóloga.

O evento foi destinado às pessoas do Bairro do Armador e a conversa/debate foi contruída a partir de três vídeos em que se entrevistavam mulheres que são beneficiárias dos Centros Porta Amiga da AMI em Lisboa e Cascais. Mulheres de várias gerações – filhas, mães, avós – partilharam em vídeo as suas perspetivas sobre a igualdade entre mulheres e homens, a que sucederam intervenções do público, em que mulheres e homens apresentaram os seus pontos de vista sobre igualdade e violência doméstica.

Motivada pelo repto da organização de que se procurassem celebrar as conquistas das mulheres na luta pelos seus direitos, a intervenção da PpDM assentou em três pilares:
– a certeza de que o Dia Internacional das Mulheres, no plural, permite refletir sobre a pluralidade e a diversidade das vidas das mulheres, bem como as necessidades específicas dos diversos grupos sociais;
– a convicção de que é da união nessa diversidade que se alcançaram todas essas conquistas (e o exemplo da PpDM enquanto plataforma de associações diversas e plurais de mulheres);
– a esperança de que é no empoderamento das mulheres que reside a transformação social do mundo em que vivemos e de que cada mulher tem, em si, um potencial multiplicador único para essa transformação, pois mudar a vida das mulheres significa mudar a vida das suas famílias, nomeadamente das pessoas a seu cuidado (crianças e pessoas em situação de dependência).

À AMI, pelo convite e dinamização do evento, o nosso obrigada!