Decorreu, entre 15 e 23 de outubro, na Câmara Municipal de Almada a 1ª ação de formação que integra o projeto Almada Comunica Igualdade. Este projeto integra o Plano Municipal para a Igualdade de Género de Almada.

Uma comunicação promotora da igualdade entre mulheres e homens recorre a:

  • Uma imagem que não veicula estereótipos de género e sexistas;
  • Uma linguagem inclusiva ou não discriminatória, nomeadamente fazendo referência específica ao sexo ou empregando formas inclusivas ou neutras, e não fazendo uso do genérico masculino como referência única;
  • Uma interação entre a imagem e a linguagem promotoras da igualdade de direitos, oportunidades e resultados entre mulheres e homens, raparigas e rapazes.

Objetivo geral:

  • Capacitar para a utilização sistemática de uma comunicação inclusiva (escrita, oral, visual).

Objetivos específicos:

  • Reconhecer a invisibilidade das mulheres na comunicação como obstáculo à igualdade entre mulheres e homens.
  • Desenvolver o sentido crítico sobre o papel da comunicação (escrita, oral, visual) na perpetuação de estereótipos de género e sexistas.
  • Sensibilizar para a importância de uma comunicação inclusiva de mulheres e de homens.
DiaMódulo
15 de outubroI.          Impactos da ambiguidade das palavras e das expressões nas desigualdades e discriminações contra as mulheres e raparigas – o que revelam as estatísticas desagregadas por sexo?

II.        Comunicação promotora da efetivação dos compromissos do Estado português – enquadramento político da igualdade entre mulheres e homens

17 de outubroIII.      Comunicar sabendo do que se trata – abordagem a conceitos

IV.      Comunicar igualdade – estratégias promotoras da igualdade entre mulheres e homens (mainstreaming de género e ações positivas)

23 de outubroV.        A comunicação promotora da igualdade entre mulheres e homens: escrita, oral e visual